Faltava alguém como ele

Sou católica pq fui batizada. Nunca fiz primeira comunhão, nunca me confessei, nunca fui praticante.
Primeiro pq meu pai achava que eu deveria ser mais velha para escolher...e segundo porque ele me fez olhar os padres como homens.
Eu me lembro um dia em que fui a uma igreja,que ficava em frente ao meu colégio.Fomos em grupo para fazer simpatia de Santo Antônio e descobrir a primeira letra do homem com quem nos casaríamos. Vinte e tantos papéis nas mãos e íamos soltando a cada passo.E abríamos o último no altar....rsrsrs
Coisas de adolescentes. Não lembro da letra que ficou na minha mão. Mas lembro de ter ido até atrás da igreja para ver como era. E vi o padre, sem a batina (naquele tempo era um sacrilégio !) abraçando a mulher que cuidava dele, bem apertadinho, e os dois subiram numa Lambreta e foram para a casa dela...
Fiquei muito confusa... Muito mesmo.
Pq diziam que era "pecado" e ao mesmo tempo eu pensava porque os padres não podiam amar e casar ?....
Porque pecado ?
Depois em uma missa que houve no colégio e que iria um bispo, meu pai me disse: "Se eu souber que a "senhora" beijou a mão do bispo, vai apanhar...
E pai e mãe qdo chamam a gente de "senhora" ou pelo nome todo, a gente sabe que vai dar M...
Perguntei atônita : Como assim ,pai ? Todo mundo vai fazer isto...
"Vc não sabe onde ele botou a mão" e mais não disse.
Bom, eu beijei a mão do bispo.Eu me senti uma traidora, mas também pensava : "Será que ele pegou no pinto e não lavou a mão ?"
O que sei é que qdo houve a Eucaristia no Rio e veio um Papa, nem lembro quem era, senti uma solidão na alma.Foi-me tirado a chance de olhar para o que se chamava de "homem santo" e me sentir mais próxima de Deus. Não sou católica, mas creio em Deus acima de todas as coisas, com uma fé profunda.
E nunca professei uma religião.
Qdo meu filho faleceu, eu entrei em desespero. Cadê a fé para me confortar ? Para me esclarecer ?
Fui levada em um Centro Kardecista e eles me ajudaram bastante. Mesmo. Mas não foi a religião que me confortou. Foram as pessoas lá.
Creio em outra vida, intuitivamente e sei que posso estar enganada. Ou não.
A dúvida vai pairar meu coração até eu morrer, eu acho.
Crer com fé faz-me falta.
E se este Papa higienizasse a igreja, a corrupção, a pedofilia, eu acho até que poderia me converter.
Este Papa mexe muito com meu coração.
Suas palavras e gestos são simples, carinhosos. Ele pouco se protege concretamente pq ele tem uma fé imensa em Nossa Senhora.- a mãe que perdeu seu filho....
Não sei se me identifico com os fatos,mas às vezes sim.
Acho que a igreja precisa introduzir outros rituais novos.
Afinal, eu não gosto de ser vista SÓ como pecadora que tem que confessar seus pecados para um padre que talvez tenha pecado mais que eu...
Acho que deveria ter uma confissão de celebração das coisas boas que conquistamos, das tentações que vencemos e dos atos solidários que praticamos. 
Assim, me parece que nos sentiríamos verdadeiramente abençoados por Deus.
E fazer isto em casa é muito, muito solitário e sem validação...
Agradeço a Deus estar conhecendo este Papa.
E rezo para que ele efetivamente tenha vitalidade para moralizar a igreja católica, Jesus filho de Deus, em carne.
Boa noite

Papa abraça ex-dependente químico durante visita ao hospital São Francisco (Foto: Alexandre Durão/G1)
 Em discurso no hospital, o Papa comentou sobre "a solução para o problema da depedência química". Ele criticou a possibilidade de legalização, "tão discutida na América Latina". "É necessário enfrentar os problemas que estão na raiz do uso das drogas. Acompanhando quem está em dificuldade e dando esperando no futuro", disse. "Precisamos aprender a abraçar quem passa necessidades, como fez São Francisco. Frequentemente, o que prevalece em nossa sociedade é o egoísmo."
"Traficantes são mercadores da morte"
 

Todos os Desejos do Mundo Copyright © 2013| por layla