Desabafo Feminino

Sobre o tema Fernanda/André

Não quero nem pensar na Fernanda específicamente e nem no André.Do fundo de mim,
eles não me interessam.
Mas o tema levantado sim.

Nos anos 60,nós mulheres cansamos de ser moeda de troca em negociações familiares.
Os pais viviam fazendo "operação desencalhe",como chamo, para que suas filhas fossem prendadas
em termos domésticos e arranjassem um bom partido.
Alista dos pecados capitais de uma mulher, na época , era muito maior que os 10 mandamentos da bíblia.
As mulheres não podiam NADA. Tinham que se submeter a TUDO e TODOS.
Se uma mulher não tivesse pendores domésticos e aspirasse a ter uma profissão, teria que escolher
morar sempre com os pais (sozinhas jamais) e serem professoras primárias ou enfermeiras...

O pensamento das mulheres era feito de fora para dentro.
Se era feio não ser mais virgem, muitas eram virgens de hímens e não do resto de seus orifícios.
Mas não eram maioria.Queríamos o direito (não de sermos iguais aos homens como se pensa ainda hoje).
Queríamos apenas exercer o direito de SER quem somos e de sermos femininas e não feministas..
Mas foi uma batalha dura sobreviver entre as feministas, a família, a igreja e os homens.
Ser feminina estava fora de questão, já que ser feminina só podia se o marido gostasse.
E geralmente eles não queriam uma mulher feminina , até pq nem sabiam o que era isto.
O que os homens sabiam é que não iriam permitir que as mulheres fossem liberadas de seu jugo.
Falando assim, parece medieval.ERA.

Mas nós sabíamos nos comportar, não pq os pais assim esperavam, mas talvez fosse
a intuição feminina.E qdo falo "nos comportar", estou falando de auto estima.Nossos pais eram presentes
o sufieciente para nos ensinarem a não permitir que nos humilhassem, forçassem nossa barra e nossas cabeças e corações.
No decorrer do tempo comecei a perceber que na verdade as mulheres queriam liberdade para transar...E a liberdade
vinha de ser ACEITA mesmo transando com quem não dava valor e só queria tirar proveito.
Caras tipo Nasser que convence a Andressa (que quer ser convencida) de que ter um namorado de 8 anos e estar na cama com ele não é nada de errado.
E não é.
Mas onde ela enfiou seu "amor" pelo namorado ?
Não é algo de certo e errado.
É algo de respeito por si e pelo "amor" dela.
Fico imaginando o rapaz vendo tudo...
Mas ele não me interessa também...

Aquela história de casamento com príncipe encantado começou a murchar porque a gente JÁ sabia que não existem príncipes encantados.
E nem nós a bela adormecida.
As mulheres queriam achar um jeito dos homens gostarem delas, apesar (...) delas serem livres para fazer o que quisessem.
E aí foi um tal de casar, separar, casar, separar, onde os filhos são os que verdadeiramente sofrem.
As mulheres passaram a copiar o que os homens tinham de pior, pq estas coisas eram símbolos de poder.
As mulheres passaram a ser mais egoístas, passaram a ser mandonas como se tivessem um pau para bater na mesa...
Os homens tem se mantido firmes em sua posição e se acomodaram. Se a caça vem ao caçador,pq não aproveitar ?
A mulher passou a ter carga dupla e tripla e eles continuaram a viver sua vidinha...
O egoísmo feminino chegou ao ponto de nem pensar nos filhos qdo se separavam e nem pensar se aquele cara seria um bom marido e bom pai...
Crianças viraram mochileiras...

Mulheres viraram alvo de tv e papos esdrúxulos sobre corpo, sexo e sobre ser objeto
(Tudo do que a minha geração fugiu!)
As mulheres começaram a achar que ser modernosa era exibir o corpo em qq posição,
e dar para todo mundo (homens e mulheres)e ganhar dinheiro com isto.Trabalhar pra que ? Casar pra que ?
Vou encurtar pq o tema daria um livro...

Quarenta e tres anos jogados fora.
Homens fugindo de medo das mulheres.
Mulheres correndo atrás de quem foge...
E assim, o "eterno desencontro"
E todos bem infelizes fazendo de conta (e haja vodca...) que estouram de felicidade como Fani e Natália...
Dhomini disse para Fernanda : vc precisa se sentir gostosa,e ela não entendeu...pq SER gostosa é diferente de posar de gostosa.
É gente, não deu para eu segurar o desabafo...
Que cada uma faça o que quiser com sua vida como era proposto nos anos 60.
Mas que cada uma NÃO seja burra e se ame muito mais...
Senão vão validar o título da peça de teatro:
-" Não sou feliz mas tenho "marido"

Não vou rever ortografia.Espero que vcs compreendam algum erro de digitaçãio
bjk
 

Todos os Desejos do Mundo Copyright © 2013| por layla